Pra fazer brilhar nossa estrela, de novo…

Terça, 7 de junho de 2011. Cheguei em casa, cansado depois de um dia de trabalho, e vejo Fátima Bernardes com cara de enterro, dando uma notícia com a qual deveria estar muito feliz por dentro. Caiu Palocci, de novo. Mas dessa vez a crise é um pouco mais grave.

Para começar devo confessar que sempre votei no PT. Aliás, fui mais além. Trabalhei para uma prefeitura do petista. Porém, assim como meu herói que morreu de overdose de loucura, hoje o meu partido é um coração partido… E “incolável”.

Aprendi muito com o partido. Discuti política durante anos e sempre defendi a estrela vermelha. Fui autor de um texto polêmico, publicado no Observatório da Imprensa, sobre a queda do “carlismo” na Bahia. “Nasce o sol ao 2 de outubro”, meu primeiro trabalho publicado no Observatório, falava sobre a vitória de Wagner governador do Estado da Bahia. E o melhor, ainda no primeiro turno. Mas o Partido se distanciou de si mesmo.

Elegemos Dilma mesmo contra todos os factóides tucanos e as bolinhas de papel assassinas da Globo. Conseguimos vencer a antipatia, a fama de durona e guerrilheira da companheira, e principalmente, os escândalos do Mensalão. Foi duro, mas vencemos. Contudo, mais duro ainda, foi ver Delúbio Soares readmitido no partido. Essa foi terrível. Dirceu ainda vai, tem história, passado de luta, biografia ilibada (até o Mensalão) e um tino político como poucos no país. Mas Delúbio…

Com a primeira presidenta do país, não satisfeito com a reaquisição do ex-tesoureiro do partido, ressuscitamos Palocci. Esse não durou meio ano. Será que o Partido dos Trabalhadores não conhecia a existência da oposição? Esqueceu da guerra política forjada no Mensalão? Palocci seria (e foi) o principal alvo da turma derrotada. E dessa vez foi bem fácil…

Uma pequena pesquisa na vida do Dr. Antonio Palocci e descobre-se: ele é Inquilino de laranjas e aumentou em 20 vezes o próprio patrimônio em apenas 4 anos. Não vou nem julgar sua culpabilidade, mas sim, a “requentação” do seu nome no cenário político local. O PT parece ter esquecido que já foi pedra e agora é a vidraça mais requisitada da imprensa. Palocci foi um alvo perfeito…

Enquanto isso na Bahia

Na Bahia a coisa foi ainda pior. O Sr. Jacques Wagner acabou com a oposição, mas também acabou com o sindicalismo no Estado. Trouxe para o governo personagens emblemáticos das lideranças sindicais baianas e deixou alguns “movimentos” estáticos e acéfalos. Comprou os pastores das ovelhas que poderiam ameaçar o seu governo, com greves e reivindicações. Fez um vergonhoso contrato exigindo 4 anos de silêncio em troca de benefícios para algumas dessas categorias. Vide o caso dos professores do Estado. Além disso, sitiou a capital baiana com pedágios por todos os lados. Justo o PT, que sempre criticou a privatização das estradas por parte do PSDB paulista, esperou somente passar as eleições de 2010 para realizar as obras desse “presente de grego” aos soteropolitanos.

Para piorar recolocou no seu governo vários nomes retirados do poder, pelo voto do povo. Otto Alencar, João Leão, Roberto Muniz, Clóvis Ferraz, Pedro Alcântara, Jairo Carneiro, dentre outros, figuram entre os principais cargos do governo Peticarlista do “galeguin do zóio azú”. Um verdadeiro desrespeito à história do partido, aos seus correligionários e em especial à grande pequena Moema Gramacho. Justo ela que enjaulou os “leões” de Lauro de Freitas, hoje está sujeita  a ter de subir no mesmo palanque deles. O PT chegou ao absurdo de solicitar o apoio de ACM Neto para o candidato Pinheiro. na última eleição para prefeito de Salvador. Esse foi o ponto mais baixo da história do PT Baiano.

Não foi esse o PT que conheci, defendi e trabalhei para elevar seu nome desde a minha “adolescência cara-pintada”. Não foi esse o Sol do 2 de outubro que sonhei e ajudei a fazer brilhar.

Nunca me iludi com a “Síndrome de Poliana” de alguns companheiros. Sempre estive atento aos bons e maus colegas. Elogiava o certo em público e criticava o errado entre paredes, com o intuito de tentar ajudar a consertar. Mas hoje é preciso vir em público para pedir soluções. Pra fazer brilhar a nossa estrela, de novo. Afinal, não quero dizer a minha ética e as minhas convicções políticas: PT, Saudações…

Erick da Silva Cerqueira
PeTista e PuTo da vida com o meu ParTido

Anúncios

1 comentário

  1. NADA DE NOVO EM BAIXO DOS CÉUS…

    A lógica se encaixa, isto mesmo, (ENCAIXA), perfeitamente ao momento inusitado?! Onde um breve mergulho na nossa vaga e bombardeada lembrança, nos leva a um retrovisor repleto de (CAIXAS DE SAPATOS, CUECAS, SACOLÕES, MALAS E MALAS) de víl metal que foram trasformado pela ausencia de senso crítico, em benesses!!! Os inúmeros males inequivocamente planejados e cometidos ao longo de quase 10 anos, em nome de um poder que se exarceba a cada conquista, externadas, nos ventiladores sociais, em troca do exterminio de uma geração: pelo crack, as drogas em geral, pela ausência de tudo, pelos pedágios e imposições maketeiras, que deturpam conceitos e idéias!!!! Ludibriam a plebe com uma privatização disfarçada de tudo que de mais sagrado existe ( A sáude, as estradas, a educação, a segurança), são nos dias de hoje, relíquias para quem tem poder e grana…

    A Constituição de 88, para nada serve, ha não ser, para esconder os descaminhos dos caminhos tortuosos ardilosamente planejados, nas sinagogas e nas salas dos poderosos que comandam todas as formas de expressão de poderes…

    O Executivo, Legislativo, Judiciário e ainda o 4ª Poder, talvez o mais importante de todos, são meros instrumentos de massificação das vontades e das ambições dos que, quem diria, SURGIRAM COMO SALVADORES DA PÁTRIA!!!

    Que pátria é esta, que escraviza a juventude, em troca de ilusões vendidas a doses cavalares em quaquer meio de massidicação!?

    Que pátria é esta, que esconde o podre lixo do poder, em tapetes mágicos, que surrupiam por avalanche, o sentimento da descoberta?

    Que impõe, teatralmente como num circo de horrores, que somos capazes, se não nos concedem nenhum questionamento?

    DIZIA AGORA O POETA, NA OBRA QUE SERIA FICÇÃO SE NÃO FOSSE TÃO DOENTEMENTE REAL:

    SERES HUMANOS!?
    ADUANEIROS, BADERNEIROS
    OS FEUDAIS DA HUMANIDADE
    PLANTAS DANINHAS DE UMA SELVA
    RELVAS DE SANGUE

    LUSENTES AS ARMAS REFLETEM
    OS ESQUIFES LEGIONÁRIOS
    OLHA SOBERBA
    A SOBERANIA

    RIOS EMBEVECIDOS DE VINGANÇA
    NAS VESTES SUA ARTE MÓRBIDA
    NAS LUTAS A FÚRIA INCONTROLAVEL
    MORREM POR QUÉM?

    CONQUISTAM O INCONQUISTAVEL
    EM NOME DE QUÉ?
    O POVO REFÉM DA HISTÓRIA
    BATUCADAS PARA TIO SAN
    MASSACREM A NOSSA IRMÃ
    PÁRTRIA PUTA E PODRE
    DE MÃE PRETA E POBRE
    PROSÁICAS SIFONIAS DE
    PURO TERROR
    AOS OLHOS DA PLEBE

    SOMOS HERÓIS DO ENEXISTENTE
    SOMOS DOENTES
    SOMOS POTENTES
    E DEMENTES EM NOSSO QUERER!
    SANTAS PROFECIAS
    DO INÍCIO DO FIM!!!

    Wilson Bizerra
    Ainda Vivo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s